Lisboa Ainda de Manuel Alegre

Vista do Miradouro de Nossa Senhora do Monte em Lisboa

Lisboa não tem beijos nem abraços
não tem risos nem esplanadas
não tem passos
nem raparigas e rapazes de mãos dadas
tem praças cheias de ninguém
ainda tem sol mas não tem
nem gaivota de Amália nem canoa
sem restaurantes sem bares nem cinemas
ainda é fado ainda é poemas
fechada dentro de si mesma ainda é Lisboa
cidade aberta
ainda é Lisboa de Pessoa alegre e triste
e em cada rua deserta
ainda resiste.

Poema retirado da página de Facebook do escritor Manuel Alegre.

Tenho saudades da minha Lisboa, Ana Paula

///////////////////////////

Recebe todas as novidades de Lisboa no e-mail, subscreve a Newsletter!

Segue-nos também no FacebookTwitter ou o Instagram.

Facebook Comments