O que fazer este fim de semana? 24, 25 e 26 de Maio

SEXTA-FEIRA

Ensaio Geral Solidário de “A Matança Ritual de Gorge Mastromas” a favor da MANSARDA | 21h | Teatro Nacional D. Maria II | 12€

O encenador Tiago Guedes regressa a Dennis Kelly, abordando agora “A Matança Ritual de Gorge Mastromas”, texto sobre a banalidade do mal na pessoa do protagonista que a peça escrutina em retrospectiva: “A existência não é aquilo que até este momento pensaste que era. Não é honesta, não é gentil, não é justa. A maior parte do mundo não faz ideia disso, acreditam em Deus, ou no paizinho ou em Marx ou na mão invisível do mercado ou em honestidade ou bondade. Atravessam a vida, de olhos fechados, a levar porrada e ser lixados. Ele é assim. Tu és assim. Mas uma ínfima parte de nós, chamemo-nos a resistência, sabemos a verdadeira natureza da vida. É-nos dado o mundo. Somos poderosos e ricos e temos tudo, porque faremos tudo o que for preciso.”

Protagonizado por Bruno Nogueira, o espetáculo conta também com as interpretações de António Fonseca, Beatriz Maia, Inês Rosado, José Neves, Luís Araújo e Rita Cabaço.

A MANSARDA é uma IPSS, sem fins lucrativos e com carácter social, cultural e cívico, que foi criada com o intuito de acolher artistas, criadores e pessoas ligadas às artes e à vida cultural, quando estas já não podem ou não querem viver sozinhas. A MANSARDA pretende ser uma residência permanente ou temporária, que se destina a promover a velhice activa e a transmissão de conhecimento e saber, através de projectos em que se misturam gerações.

TODO O FIM DE SEMANA

Festival Feminista de Lisboa | Sextas, Sábados e Domingos de Maio | Vários locais | Programação | Mais informações

Sexta-Feira

12h – Performance – “Mulheres que carregam homens” – MAI
19h – Debate – (Pre)conceitos da migração feminina – Casa do Brasil
19h – Conversa – “Physical Space” – Logradouro da Bempostinha
19:30 – Performance – “Canto, Dança e Poesia” – Associação Goela
21:30 – “Teatro e Empoderamento” – Sirigaita

Sábado

10h – Editatona Visibilizando as Margens. Juntes editamos a Wikipédia – PENHA SCO
15h – Tertúlia “Aliança Interseccional” – Centro LGBT
16:30 – Cinema, Workshop – “Mulheres Negras no Cinema” – VALSA
17:30 – Workshop – “Music Production and Process with iamLawn” – Camaleao
19h – Performance – “De submisso a político” – VALSA
22h – Festa – “Saturday Feminist Fever” (Encerramento do FFLx) – Fábrica Braço de Prata

Domingo

11:30 – Conversa – “Uma forma de cura” – Livraria Ler Devagar
15h – Actividades ao ar livre – “Lisboa Mulher-passeio feminista”
16h – Workshop – “The Vulva View and Draw” – LARGO Café Estúdio
16h – Cinema com “Chega de Fiu-fiu” e “Inaê { relato-vídeo de parto }” – Ler por aí…


///////////////////////////

Adere ao grupo PROGRAMAS EM LISBOA para ainda mais sugestões!

///////////////////////////


SÁBADO

Reencontros – Memórias Musicais no Palácio de Sintra | 21:30 | Sala dos Cisnes | Bilhetes: 15€

O último concerto deste ciclo leva-nos até às costas do sul de Itália e à rica e variada cultura musical dessa região, resultado dos muitos povos que ali se foram fixando e miscigenando ao longo dos tempos. Somos assim transportados aos territórios do antigo reino de Nápoles no século XVI e iremos testemunhar como, longe de ficarem confinadas na província, estas músicas, danças e cantares chegaram à capital do reino – Nápoles – e inclusive alcançaram os meios mais cultos da aristocracia e da corte. Gerou-se assim um movimento de mútua influência entre repertórios tradicionais e músicas cultas, que mais contribuiu para a “marca” única da identidade musical da Itália meridional.

O programa “De Apúlia a Nápoles – temas tradicionais do séc. XVI” é protagonizado pelo tenor italiano Marco Beasley, a dirigir um ensemble de cordas dedilhadas (alaúde, arquialaúde, guitarra barroca e colascione) e tambores. Para além de canções tradicionais da Apúlia e da região de Nápoles, neste concerto haverá ainda espaço para temas originais dos músicos que compõem o agrupamento.

Neste espetáculo, seguimos ainda os movimentos coreografados de Lieselotte Volckaert, uma mulher da Europa do Norte (é belga) que, dançando, nos narra a paixão do Sul. A dançarina irá cruzar movimentos contemporâneos com outros ancestrais e típicos do sul de Itália.

DOMINGO

///////////////////////////

Bom Fim de Semana :* Ana Paula


Recebe todas as novidades de Lisboa directamente no e-mail, subscreve a nossa Newsletter!

Todas as quintas-feiras partilho convosco sugestões para o fim de semana e aos Domingos descobre o que “Esta Semana é #Grátis”!

Segue-nos também no FacebookTwitter ou o Instagram.

Facebook Comments