A Francesinha veio passear a Lisboa! E tu vais comê-la?

Esta semana o Porto desceu a Lisboa, pelo menos gastronomicamente falando. E eu não poderia deixar de ir…

Festival-Francesinha

Infelizmente, começámos logo mal: Além de não haver nenhum cartaz na entrada da FIL (este tive de o ir vasculhar na net), não havia nenhuma indicação onde se encontrava o Festival. Por isso andámos e andámos quase até ao final da FIL, onde finalmente encontrámos uma fila bastante grande entre o Pavilhão 3 e 4 e ainda não era uma da tarde…

A fila era despropositada! Se fizerem como eu e entrarem, seguindo sempre em frente, ao fundo à direita existem outras 3 caixas. Essas com muito menos gente e muito mais rápidas, mas claro que o segurança que estava à porta não informou isso…

Mas segundo o Fugas  parece que as filas no primeiro dia foram assustadoras! E até li no Facebook relatos de desistências…

Cópia de DSCF8160

Apesar de gostar da Francesinha, sei que não sou grande conhecedora do assunto, por isso liguei à minha madrinha que é do Porto. Entre as barraquinhas presentes a escolhida foi a do Tappas Caffe 🙂 Era realmente a que tinha a fila maior à hora que chegámos. Bom sinal!!! 😀

Tappas Caffe

A Francesinha do Tappas Caffe distingue-se das demais por ir a tostar a um forno de lenha. Tinha o bife, que poderia estar um bocadinho mais bem passado, linguiça, fiambre, queijo e muito molho como é da praxe!

Francesinha Tappas Caffe

Apesar de ter gostado bastante, achei os preços demasiado exagerados! 10€ cada francesinha, mais 2€ pelas batatas fritas e 5€ por uma sangria de 1/2 litro. :S

Escolhi uma sangria de Frutos Vermelhos, mas havia mais 4 variedades: Branca, Tinta, Branca com Vodka e Tinta com Rum.

Sangria de Frutos Vermelhos

As condições do espaço deixaram muito a desejar. Pequeno e apertado entre pavilhões, tendo alguns restaurantes ficado pouco visíveis. Logisticamente, poderia ter sido muito melhor!

Há fila para comprar senhas e depois no Tappas Caffe ainda tínhamos de trocar essas senhas por outras amarelas e esperar novamente que chamassem pelo nosso número para podermos finalmente matar a fome! Com mesas corridas ao estilo de cantina, tabuleiros e muito consumo de plástico que poderia ter sido evitado. Espero que ao menos tenham feito reciclagem!

Ideias para melhorarem as condições:

  1. Maior duração e divulgação do evento.
  2. Realizar o evento dentro de um pavilhão abrigados do frio.
  3. Sistema de compra diferente. Mais caixas, uma só localização.
  4. Haver uma zona de degustação, para podemos escolher com maior conhecimento de causa. nem toda a gente é especialista!
  5. Menor utilização de material descartável. O ambiente agradece!

1º Festival da Francesinha de Lisboa
FIL – Parque das Nações (entre o Pavilhão 3 e 4)
4 a 8 de Dezembro – 12h às 24h
Entrada Livre

Facebook Comments