Amanhã é Grátis #71 – P! Performance na Esfera Pública

Nos 100 anos da conferência futurista de Almada Negreiros, o Projecto P! promove um programa a partir da questão: como constrói, recria e participa a performance arte na esfera pública? Se reconhecermos nas vanguardas do início do século XX o gesto fundador da performance arte, tal como propõe a historiadora Roselee Goldberg, podemos considerar esta conferência como o marco inaugural da performance arte portuguesa?

Sintomaticamente, a performance arte irrompe em Portugal em configurações de mudança (Implantação da República, Revolução dos Cravos, adesão à Comunidade Europeia) e em diferentes artes (poesia, música, artes visuais, artes performativas). Depois da conferência futurista, só nos anos 60/70, as artes plásticas, a música e a poesia experimentais participam no processo revolucionário do 25 de Abril. Subsequente à entrada de Portugal na Comunidade Europeia, a partir dos anos 1990, a performance manifesta-se no teatro e na dança, num período de vitalidade que enfraqueceria aos primeiros sinais da crise financeira mundial de 2008.

Programa de !P! Performance na Esfera Pública” para o dia 11 de Abril

 

18:30 – Debate: 100 anos da conferência futurista, 100 anos de performance arte em Portugal? com Sandra Guerreiro Dias, Fernando Rosa Dias, Mariana Pinto dos Santos, Sílvia Laurea-no Costa na Casa Fernando Pessoa.

Uma das acções mais emblemáticas de Almada Negreiros foi a conferência futurista. Proferida no Teatro da República (actual São Luiz), com o intuito de lançar o futurismo em Portugal. Movimento que em Portugal é encabeçado por Santa Rita Pintor. Segundo a teoria de RoseLee Goldberg, segundo a qual a performance arte nasce com as acções performativas futuristas, esta conferência pode ser considerada o marco inaugural da performance arte portuguesa. Mas será? E se assumirmos que é, qual o impacte dessa acção nas gerações do século XX? Qual a herança de Almada na performance?

19h às 20h30 – Performance: Partituras para o Corpo, o Edifício e a Alma de David Helbich no São Luiz Teatro Municipal [Repete Quarta e Quinta-feira]

David Helbich criou guiões de performances especialmente para o edifício do São Luiz Teatro Municipal. Cada performance interpela o espaço arquitectónico do teatro, mas também a história da performance arte tendo por protagonista o espectador. Com a presença do artista, o espectador poderá desempenhar várias acções por todo o edifício num itinerário bem humorado.

21h30 – Debate: O Público e o Privado no Polo Cultural Gaivotas | Boavista – Dinamizado por Susana Mendes Silva (artista) com as curadoras do Festival Condomínio, Susana Chioca (artista e curadora) e Luísa Veloso (investigadora).

P! Performance na Esfera Pública | 10 a 14 de Abril  | Fundação Calouste Gulbenkian – Casa Fernando Pessoa – Polo Cultural Gaivotas (Boavista) –  Teatro São Luiz – Teatro Maria Matos | Programa Completo| Entrada Livre *

*Excepto REINVENÇÕES: 100 anos da Conferência Futurista de Almada Negreiros no dia 14 de Abril com um custo de €5.

Aproveita! 🎬 Ana Paula :*


Outras sugestões de Entrada Livre

Choco Arte in Tejo | Até 15 de Abril | Dolce Vita Tejo | Entrada Livre | Mais informações

Lançamento do livro “Imaculada” de Paula Lobato de Faria às 19h no Restaurante, Piso 7, do El Corte Inglés de Lisboa.

Esta é uma história inspirada em acontecimentos reais em que a dualidade de ser e de parecer, da lealdade e da traição, do amor e da obrigação nos leva a caminhos imprevisíveis. Portugal, 1956.  Tempo da ditadura de Salazar, da censura e da PIDE. Numa família da alta burguesia, no interior do país, o lema “Deus, Pátria e Família” é sagrado. Mas a vida estremece quando na casa dos Correia bate à porta o amor e o desejo de liberdade.

«Apenas um por cento é baseado em memórias e todo o resto na imaginação, mas muitos leitores vão aqui identificar pessoas que conheceram durante a vida, pois os personagens desta trama são gente comum, de carne e osso», avança a autora nas primeiras páginas do romance.

195º Treino Correr Lisboa às 19:15 no Estádio Universitário de Lisboa (Ponto de encontro: escadaria da cantina do EUL) Basta aparecer pronto/a para correr!

Porque o cinema também existe em doses curtas, esta terça-feira convidamos-te a conhecer curtas metragens no Shortcutz Lisboa!

Shortcutz Lisboa – Sessão #276 às 22h n’ O Bom O Mau e O Vilão – Cais do Sodré


Recebe todas as novidades de Lisboa directamente no e-mail, subscreve a nossa Newsletter!

Todas as quintas-feiras partilho convosco as sugestões para o fim de semana.
Para os restantes dias, espreita o Facebook, o Twitter ou o Instagram ;)